FRETE GRÁTIS para compras a partir de R$ 150,00

Saiba como economizar na lista de material escolar!

Início de ano letivo e os pais já se pegam pensando em como economizar na lista de material dos pequenos, veja aqui como

Quer saber como economizar na lista de material, então veio ao lugar certo. Pois montamos esse conteúdo para lhe ajudar com essa dúvida.

Afinal de contas, isso é algo que deixa muitos pais e responsáveis preocupados. Quando chega o período de comprar material escolar, é sempre a mesma busca.

Em muitos casos só se lembra do material escolar em janeiro. Com isso é comum vermos como as lojas ficam bem cheias de pais e responsáveis em busca dos produtos.

Isso porque é sempre tanta coisa para comprar, a lista das escolas particulares fica cada vez maior. Mas, tenha calma pois vamos lhe dar dicas ótimas de como economizar nas compras.

Ficou interessado? Então é só continuar a leitura do artigo para descobrir mais sobre o assunto.

05 dicas de como economizar na lista de material

Antes de darmos as dicas, é importante pontuar que a escola tem a obrigação de divulgar a lista de material. No entanto, a escola não pode exigir marcas, nem indicar locais onde comprar.

Uma vez que isso tudo cabe aos responsáveis. Eles irão decidir a marca e em qual ou quais lojas farão as compras, o que também vai depender do orçamento de cada um.

As listas de materiais costumam ter um grupo de objetos que são uma espécie de padrão. Por exemplo, cadernos, lápis, borracha, apontador, além disso tem mochila, tênis entre outros.

Porém, além dos mais comuns, a lista pode exigir outros materiais. E estes podem variar de acordo com a série que criança ou adolescente esteja.

Mas, o que fazer para economizar na lista de material? Bem, é por isso que estamos aqui separamos 05 dicas que podem ser de grande ajuda nesse momento. Confira:

Para economizar no material escolar esteja atento as reais necessidades de uso da lista divulgada pelas escolas e faça suas escolhas com orçamento e o custo-benefício em mente

1. Fique atento apenas no que é necessário

Primeiro você precisa avaliar bem a lista e ver se tudo o que está sendo pedido é para uso individual do aluno. Caso seja para uso coletivo, saiba que a escola não pode fazer isso.

Então veja bem a lista, para não comprar nada em excesso. Não vai ser nada legal gastar além e correr o risco de deixar um boleto sem pagamento só por mero capricho, algumas escolas pedem brinquedos, veja se isso é mesmo necessário.

2. Pesquise onde pode encontrar materiais mais em conta

É sempre bom dar aquela pesquisada e fugir das lojas e papelarias grandes. Isso porque, é comum que os produtos fiquem mais caros em locais maiores e com nome no mercado.

Com isso, a dica é verificar em outras lojinhas, o centro da cidade é uma ótima opção. Além disso, pode pesquisar online, algumas lojas costumam oferecer descontos para quem compra pela internet.

Assim como, é possível comprar tudo sem sair de casa e sem precisar enfrentar filas. Com isso, lhe convidamos a conhecer a Globarium, a loja funciona tanto de forma física quanto online.

3. Opte por kits de material escolar

Você sabia que diversos comércios e até escolas mesmos costumam ter a venda kits prontos? Se não sabia, agora sabe, esses kits costumam ter os materiais básicos.

Essa é uma opção muito boa e que vale a pena conferir. Uma vez que pode ajudar a economizar na lista de material, pois não será necessário comprar um item por vez.

É importante pontuar que você deve fazer um comparativo de preços desses kits escolares. Ou seja, não compre no primeiro lugar, faça uma pesquisa e veja onde estar mais em conta.

4. Reaproveite os que sobrou do ano anterior

Essa com certeza é uma dica de outro, e muito boa. Sabemos que muitas crianças e adolescentes muitas vezes querem comprar os materiais todos novos.

Mas, é importante ensinar desde cedo que as coisas não funcionam assim. Por isso, é importante cuidar das coisas, da mochila, do tênis e de todos outros materiais.

Assim no ano seguinte poderá aproveitar algumas coisas, ou boa parte delas. Em muitos casos é possível reutilizar a mochila, o tênis e outras coisas.

Por exemplo, lápis de cor, tesoura, réguas (se não estiverem quebradas), apontador, estojos, algumas canetas, pincéis etc. Às vezes até os cadernos dão para reaproveitar.

Faça uma limpeza nos materiais das crianças/adolescentes antes de comprar novos. Assim será possível economizar uma grana na lista de material deles.

5. Deixe as crianças/adolescentes em casa

Outra dica de ouro é ótima para os pais e responsáveis que estão com o orçamento apertado. É melhor ir fazer as compras sozinho, para evitar birras.

Além disso, evita que haja muitos pedidos. Pois quando se leva as crianças/adolescentes eles costumam ficar encantados pelos produtos das lojas.

Os cadernos de personagens costumam ser super caros, e adivinha só eles que vão chamar atenção do seu filho. Assim como as mochilas coloridas, as borrachas e lápis decorados são uma tentação.

Por isso, para evitar um show, é melhor deixá-los em casa. Assim você faz o que precisa fazer da forma mais tranquila que conseguir.

O quanto se gasta com material escolar pode variar de acordo com o que se pede <a href=http://www.replicasrelogiospt.com.br, mas estando em um média de 123,55 a 345,74″ />

Quanto em média se gasta em material escolar?

Mas, afinal de contas quanto se gasta em material escolar? Bem, vamos passar uma média de custo para 2023, o qual pode variar entre R$123, 55 a R$345,74.

Esse valor é segundo o levantamento que foi feito pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisa da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor do Procon-SP. Mas, é preciso ter em mente que isso é só uma base, não um padrão.

Ou seja, o valor varia de acordo com os itens e as quantidades que a escola irá pedir. Além disso, a idade escolar pode ter uma forte influência no valor final dessas compras.

Por fim, mostramos algumas dicas para economizar na hora que for comprar os materiais escolares do seu(sua) filho(a). Deixamos à sua disposição 05 dicas ótimas que podem ser de grande ajuda.

É importante pontuar que o valor médio que foi apresentado é apenas uma base. Logo, não tire como padrão, até porque vai depender da instituição onde seu filho estuda, as lojas onde vai fazer suas compras e onde você mora.

O que achou deste conteúdo? Esperamos que ele tenha sido útil, caso tenha alguma dúvida é só deixar um comentário.

Gostou? Compartilhe

Cadastre-se em nossa newsletter com seu e-mail:

Veja outras publicações